Conecte-se agora

Espírito Santo

Espírito Santo tem média de 90 carteiras de motorista suspensas por dia

Publicado

em

Este ano, até o dia 21 de novembro último, 29.467 motoristas no Espírito Santo tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa, segundo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran). O número equivale à média de 90 carteiras suspensas diariamente.

A medida ocorre quando o condutor atinge 20 pontos na habilitação, no período de 12 meses, ou quando comete infrações com previsão de aplicação da penalidade de suspensão direta pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), ainda que não tenha atingido a pontuação limite.

Para regularizar a situação, o condutor deve entregar a CNH em uma unidade do Detran-ES, para dar início ao cumprimento do período de suspensão especificado na notificação de bloqueio, e fazer curso de reciclagem.

RECICLAGEM

Condutores com a CNH suspensa, que têm dificuldade de realizar o curso de reciclagem por falta de tempo, podem fazê-lo por meio da modalidade a distância. No Espírito Santo, o IBACBRASIL Cursos de Trânsito é autorizado pelo Detran a oferecer as aulas online.

Entre os benefícios do curso de reciclagem a distância estão a praticidade (é possível acessar as aulas pelo computador, tablet ou smartphone) e a rapidez (os alunos podem concluir as aulas em três dias). Esse prazo, entretanto, pode chegar a 45 dias, de acordo com a opção do condutor.

O processo online, da matrícula ao certificado, sai a R$ 220 no IBACBRASIL Cursos de Trânsito – opção mais econômica no Espírito Santo – e o pagamento é facilitado em até oito vezes sem juros no cartão de crédito. O conteúdo é elaborado por especialistas, com recursos multimídia que garantem uma aprendizagem dinâmica e 100% online.

No curso de reciclagem para condutores, o IBACBRASIL Cursos de Trânsito mantém um serviço de monitoria ativa em que monitores e tutores acompanham o desenvolvimento do aluno durante todo o curso, auxiliando-o em todos os momentos. Em caso de dúvida em relação aos estudos, o aluno também pode entrar em contato

CURSO PREVENTIVO

Em breve o motorista profissional poderá fazer o curso preventivo de reciclagem online. O IBACBRASIL Cursos de Trânsito aguarda a homologação da modalidade online por parte do Detran-ES para abrir as inscrições.

A medida vale para o condutor que exerce atividade remunerada e que seja habilitado nas categorias C, D ou E, cuja a soma dos pontos referentes a infrações atinja no mínimo 14 e no máximo 19 pontos no período de 12 meses. Após fazer o curso e obter a aprovação na prova de reciclagem preventiva, a pontuação das infrações de trânsito cometidas será eliminada da carteira

Continue Lendo
Propaganda Acesse o site da ServerPro
Clique para comentar

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Espírito Santo

Carro: Revisão para viagem de férias

Publicado

em

Fim de ano, férias e aquela tão esperada viagem de carro. O que muitos esquecem é que precisa ser feita uma revisão no veículo antes de colocá-lo na estrada, garantido assim, uma viagem segura, sem transtornos e gastos extras.
O diretor da Contauto, Apolo Rizk diz que é importante realizar a manutenção preventiva dos itens de segurança do carro antes de viajar e que para isso, são utilizados poucos minutos. “Alguns itens devem ser checados no carro antes de pegar a estrada, garantindo assim uma viagem tranquila e sem imprevistos. É importante a pessoa entender que alguns minutos do dia utilizados na checagem desses itens de segurança é um investimento e não perda de tempo” ressalta Apolo.
Veja abaixo dez itens importantes que precisam ser checados antes de pegar a estrada.
– Óleo e água: A troca do óleo e do filtro deve ser feitas de acordo com as recomendações do fabricante do carro. Verificar o óleo do motor pode poupar muitos gastos adicionais, pois é possível detectar algum problema com a lubrificação antes que ela danifique o motor.
– Fluido de transmissão: mantém as engrenagens do carro funcionando.
– Bateria: Nas revisões periódicas é possível testar o desempenho e funcionamento, evitando surpresas desagradáveis na hora da partida.
– Água do radiador: A água do radiador deve estar no nível e também é preciso ver se o fluido do sistema está em dia. Esse fluido ajuda o motor trabalhar na temperatura ideal.
– Luzes: É importante verificar todas as funções de iluminação como faróis, lanternas, luzes de freio, luz de ré e setas.
-Pneus: Procedimento simples e importante e deve ser verificado o estado de conservação dos pneus, incluindo o estepe. Todos os pneus devem estar calibrados de acordo com o manual do veículo. Há também a necessidade de realizar alinhamento e balanceamento e checar se as ferramentas para a troca de pneu e o triângulo de sinalização estão no carro
– Suspensão – O sistema de amortecimento e estabilidade do veículo é tão importante quanto o dos freios. Além dos amortecedores, as molas, as buchas, as balanças, os pivôs e os terminais também precisam ser verificados.
– Freios: Durante uma revisão, pode obter um diagnostico do estado real das pastilhas e do disco de freio, onde será verificado também as condições do fluido de freio.
– Velas e cabos: Alguns fabricantes orientam que as velas precisam ser examinadas a cada 10 mil km e é importante fazer a troca dos cabos a cada 50 mil km. Se houver alguma falha nesse sistema pode causar degradação e comprometer assim a utilidade de outros componentes.
– Limpador de para-brisa: As lâminas, as borrachas e o reservatório de água do para-brisa serão checados. Se chover, você precisará desses itens em pleno funcionamento para facilitar a visibilidade na estrada.
Apolo diz ainda que é importante que os motoristas fiquem atentos aos prazos das revisões. “É importante que a revisão não seja feita em cima da hora, pois se houver necessidade de substituição de alguma peça, muitas vezes não é possível fazer isso de um dia para o outro” acrescenta o Diretor.
Fonte: ComunicAtiva
Continue Lendo

Espírito Santo

Honda apresenta nova versão da XRE 300

Publicado

em

No mercado desde 2009, a queridinha XRE 300 ganhou atualização significativas. Ficou mais bonita e moderna. O farol, setas e lanterna traseira são de LED, melhorando a visibilidade durante a pilotagem noturna. O motor é o mesmo. Painel, suspensões e chassi também. O sistema de freios ganhou alteração, saiu o sistema C-ABS e entrou o sistema ABS, com ação nas duas rodas.

“As lojas vão começar a receber a nova XRE 300 ano e modelo 2019 agora em dezembro. A expectativa está boa, e as pessoas já começaram a comentar sobre a nova geração da motocicleta”, disse o Diretor da Moto Vena, Gabriel Rizk.

A motocicleta recebeu novas carenagens, que reforçam o seu design robusto. A moto também está 5,4 kg mais leve em relação à geração anterior e terá freios ABS em todas as suas versões. O tradicional bico dianteiro diminuiu e ganhou design mais leve, vazado, para combinar com o novo farol e carenagens.

“Com as novas alças em resina e alterações nos para-lamas e carenagens a nova XRE 300 2019 teve redução de peso, está com melhor maneabilidade, deixando-a  um pouco mais ágil e fácil de manobrar”, disse Gabriel.

Na versão com ABS a XRE 300 2019 estará disponível nas cores Azul Perolizado e Cinza Metálico, além das versões com grafismos especiais. Para essas versões especiais, como a XRE 300 2019 Rally, que tem como cor predominante o Vermelho com detalhes do grafismo em Preto e Branco e a XRE 300 2019 Adventure, que tem como cor predominante o Verde com detalhes em Preto e Laranja.

 

Fonte: ComunicAtiva

Continue Lendo

Avaliações

Nissan March, porque vende tanto?

Publicado

em

Com sua estreia no mercado brasileiro em 2011, o Nissan March conquistou muitas garagens por aí, em 2014 o modelo ganhou sua primeira mudança de visual, não foi uma grande mudança, mas teve sua importância. Já na linha 2019 o modelo ainda não recebeu mudanças e continua com o mesmo visual, mas porque com desenho ultrapassado o modelo tem boas vendas? É por isso que testamos o modelo por 7 dias para descobrir o que March tem a oferecer.

Foto: Divulgação

O March

O modelo apesar de ter o design sem inovações é muito bonito, tem linhas harmoniosas que ligam seu desenho. Na dianteira o reth tem grandes faróis, mas simples, apenas máscara negra na versão SL. A grade é pequena de acordo com carro, ainda conta com um friso cromado que faz parte da nova identidade visual da marca. No para-choque tem um aplique preto que liga uma ponta a outra dentro da entrada de ar, ainda conta com farol de neblina e apliques cromados ao redor.

Na lateral não mudou nada, mas na versão SL tem maçanetas cromadas e roda de liga leve aro 16 com raios pretos e prata.

Na terceira ele conta com aerofólios, lanterna em máscara negra e câmera de ré.

Interior

O espaço não é tão pequeno, durante nosso teste em SP estávamos sempre em 5 pessoas e confesso que viajamos confortavelmente, inclusive no quesito altura para cabeça.  Na versão que testamos SL, a top de linha do modelo, ele tem bons acabamentos. No painel de instrumentos ele é bem simples, conta velocímetro no centro, a esquerda o conta-giros e ao lado direito uma pequena tela digital com nível de combustível. Na mesma tela ele mostra a posição do tanque e alterna as informações do computador de bordo.

Foto: Divulgação

O volante é multifuncional, tradicional da Nissan, já no centro do painel ele conta com central multimídia Nissan Multi-App (com tela sensível ao toque de 6,75 polegadas, Android Auto, Apple CarPlay, download de aplicativos, conexão à internet via WiFi, Bluetooth e sistema de navegação), câmera de ré com imagem integrada ao display do rádio, entre outros.

Motorização

O Nissan March 2019 tem dois motores disponíveis no Brasil, sendo 1.0 e 1.6. O propulsor 1.0 tem três cilindros e é bem elástico, entregando 77 cv com gasolina ou etanol a 6.200 rpm. O torque também é único: 77 kgfm a 4.000 rpm nos dois combustíveis.

A outra opção é o motor 1.6 16V Flex. Este entrega 111 cv a 5.600 rpm e 15,1 kgfm a 4.000 rpm, também com os dois combustíveis. A transmissão é manual de cinco marchas.

Dentre todos os itens oferecidos pelo Nissan March 2019, sem dúvida o CVT Xtronic é um dos dois principais, sendo o outro a multimídia MultiApps.

O Nissan March 2019 tem aceleração de 0 a 100 km/h em 15 segundos no 1.0 e 9,3/10,6 segundos no 1.6, respectivamente manual e CVT. As velocidades máximas são de 154/182 km/h, sendo 1.0 e 1.6, este último com as duas opções de caixa de mudanças.

Foto: Divulgação

Impressões

O March me surpreendeu na estrada, confesso que não esperava muito dele. O pequeno reth na cidade é bem confortável, tem boas retomadas em baixa rotação, direção bem leve, excelente para o dia a dia da cidade. Na estrada o modelo também se comportou muito bem, é bem esperto e muito ágil, mas grita muito em alta rotação, chega a incomodar muito até com os vidros fechados e o som ligado. Fiz o trajeto várias vezes de São Paulo a Campinas e realmente era muito incomodo quando puxava mais com o carro, mas depois que pegava embalo ia sem problemas, além disso ele é bem estável, me senti bem confiante ao usar o modelo na estrada, fazendo curvas e até mesmo na chuva.

O principal fato do sucesso de vendas do Nissan March é o fato de ser o carro com câmbio CVT mais barato do mercado, esse tipo de cambio é sinal de conforto e quando se trata de conforto se pensa em veículos com preço mais elevado e esse é o diferencial do March, além de todos atributos citados acima, como potência, estabilidade e desempenho.

Falando de desempenho o March marcou um bom consumo conosco, modelo foi entregue para nossa equipe abastecido com etanol e continuamos abastecendo com etanol e com isso o modelo marcou 9 km/l na cidade e 11 na estrada, um bom consumo para um motor 1.6 sempre usado com ar condicionado ligado e todos ocupantes no carro.

Continue Lendo

Em Alta

Hospedado por ServerPro